Blog

Canabidiol (CBD) para deixar de fumar

CBD fumar
CBD fumar

O CBD pode ajudar a reduzir os desejos de nicotina e a aliviar os sintomas da abstinência

Introdução

Fumar é um dos hábitos mais prejudiciais à saúde que uma pessoa pode ter. É responsável por uma série de doenças graves, incluindo cancro, doenças cardíacas e pulmonares.

Até agora, existem muitos tratamentos disponíveis para ajudar as pessoas a deixar de fumar. No entanto, nenhum deles é perfeito e muitos têm efeitos colaterais.

O canabidiol (CBD) é um composto natural encontrado na planta da cannabis. Nos últimos anos, tem sido estudado por seus potenciais benefícios para a saúde, incluindo o tratamento do vício.

Riscos para a saúde do tabagismo

O tabagismo é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de uma série de doenças graves, incluindo:

  • Cancro: o tabagismo é responsável por cerca de 22% de todos os casos de cancro no mundo. É o principal fator de risco para o cancro de pulmão, mas também aumenta o risco de cancro oral, esofágico, de garganta, de estômago, de pâncreas, de bexiga, de rim, de colo do útero, de leucemia e de linfoma.
  • Doenças cardíacas: o tabagismo aumenta o risco de doença cardíaca coronária, acidente vascular cerebral, ataque cardíaco e insuficiência cardíaca.
  • Doenças pulmonares: o tabagismo é a principal causa de doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), que inclui bronquite crónica e enfisema. Também aumenta o risco de pneumonia e tuberculose.
  • Doenças metabólicas: o tabagismo aumenta o risco de diabetes, obesidade e síndrome metabólica.
  • Doenças ósseas: o tabagismo aumenta o risco de osteoporose, uma doença que enfraquece os ossos e aumenta o risco de fraturas.
  • Doenças reprodutivas: o tabagismo pode prejudicar a fertilidade, aumentar o risco de aborto espontâneo e de parto prematuro, e diminuir o peso do bebé ao nascer.

CBD para deixar de fumar

O CBD tem sido estudado por seus potenciais benefícios para a saúde, incluindo o tratamento do vício.

Um estudo publicado na revista Addictive Behaviors em 2013 descobriu que o CBD pode ajudar a reduzir os desejos de nicotina. O estudo envolveu 24 fumadores que foram divididos em dois grupos. Um grupo recebeu inaladores de infusão de óleo CBD, enquanto o outro grupo recebeu inaladores placebo. Durante um total de sete dias, ambos os grupos foram instruídos a usar os inaladores se sentissem necessidade de fumar.

A pesquisa revelou que, enquanto o grupo placebo fumava a mesma quantidade de cigarros que o grupo de controlo, o grupo que usava óleo de CBD fumava 40% menos cigarros, em média.

Outro estudo publicado na revista Scientific Reports em 2020 descobriu que o CBD pode ajudar a aliviar os sintomas da abstinência de nicotina. O estudo envolveu 40 fumadores que foram divididos em dois grupos. Um grupo recebeu 400 mg de CBD por dia, enquanto o outro grupo recebeu um placebo. Os participantes foram então submetidos a um teste de abstinência de nicotina.

A pesquisa revelou que os participantes que receberam CBD tiveram menos sintomas de abstinência, como irritabilidade, ansiedade e dificuldade de concentração.

Como o CBD pode ajudar a deixar de fumar

O CBD pode ajudar a deixar de fumar de várias maneiras:

  • Reduzindo os desejos de nicotina: o CBD pode ajudar a reduzir os desejos de nicotina, o que pode tornar mais fácil para os fumadores resistirem à tentação de fumar.
  • Aliviando os sintomas da abstinência: o CBD pode ajudar a aliviar os sintomas da abstinência de nicotina, como irritabilidade, ansiedade e dificuldade de concentração.
  • Melhorando o humor: o CBD tem propriedades ansiolíticas e antidepressivas, o que pode ajudar os fumadores a lidar com o stress e a ansiedade, que são fatores comuns que contribuem para o tabagismo.

Conclusão

O CBD é uma opção promissora para o tratamento do tabagismo. No entanto, mais pesquisas são necessárias para confirmar seus benefícios e determinar a dose eficaz.

Se você está pensando em deixar de fumar, o CBD pode ser uma opção a considerar. Consulta os nossos produtos em www.releaf.pt

Fonte: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23685330/

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *